• Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
OPERAÇÃO PANDORA
Siga-me!

Os oito réus do Caso Pandora estiveram presentes ontem no Fórum de Sorocaba. São eles: a ex-presidente da regional do Sincopetro, Ivanilde Vieira; os ex-secretários municipais de Sorocaba, José Dias Batista Ferrari e Maurício Biazotto; funcionários do Grupo Pão de Açúcar, Dalton Benedito Peres Júnior e Humberto Amaral Monteiro; a ex-assessora de Ivanilde, Valéria Aparecida Cavaller (atualmente mulher de Biazotto); o engenheiro da prefeitura, Jefferson Polanzan Aily e o advogado do Sincopetro, Alexandre Menezes de Simão. Os réus falaram com a imprensa apenas por intermédio de seus advogados.

Réus

Prefeito Vitor Lippi, ex-prefeito Flávio Chaves, o vice José Ailton e o secretário Rodrigo Moreno.

Os oito réus do Caso Pandora estiveram presentes ontem no Fórum de Sorocaba. São eles: a ex-presidente da regional do Sincopetro, Ivanilde Vieira; os ex-secretários municipais de Sorocaba, José Dias Batista Ferrari e Maurício Biazotto; funcionários do Grupo Pão de Açúcar, Dalton Benedito Peres Júnior e Humberto Amaral Monteiro; a ex-assessora de Ivanilde, Valéria Aparecida Cavaller (atualmente mulher de Biazotto); o engenheiro da prefeitura, Jefferson Polanzan Aily e o advogado do Sincopetro, Alexandre Menezes de Simão. Os réus falaram com a imprensa apenas por intermédio de seus advogados.

<< Lippi defende ex-secretários em depoimento

Os advogados Lázaro Paulo Escanhoela Júnior e Rodrigo Gomes Monteiro, que defendem Ferrari, indicaram que os depoimentos de ontem, assim como os de acusação, realizados no dia 10 de fevereiro, favoreceram seu cliente. "Os depoimentos têm demonstrado improcedência da ação", explicou Escanhoela. O advogado Airton Martins da Costa, que defende Ivanilde Vieira, também foi na mesma linha e indicou que os depoimentos de ontem favoreceram sua cliente. "Chamei outras duas testemunhas, mas elas foram indeferidas. Vou recorrer ao TJ, para que pelo menos uma seja ouvida", afirmou.

Já para a promotora do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), Maria Aparecida Rodrigues Mendes Castanho, testemunhas da própria defesa trouxeram esclarecimentos relevantes para a acusação e os depoimentos foram absolutamente suficientes.

 

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

 
 

Please login to be able to chat.
_

Languages